ano novo

Comemoro meu aniversário praticamente junto com o Ano Novo. A maratona de festas parece não ter fim: tem a véspera e o dia de Natal, esse ano teve uma reunião de família em um sítio no dia 27; tem meu aniversário no dia 30 e no dia 31 tem o sempre esperado Ano Novo!

Mesmo meio cansada sempre surge aquela força interior para comemorar mais uma volta ao sol. Geralmente, passo meus aniversários na casa dos meus pais ou em trânsito para algum lugar (nos últimos anos, indo pra Floripa ver amigos), mas dessa vez fiz uma comemoraçãozinha aqui em casa.

A exemplo da decoração de Natal, que falei esses dias no Instagram, eu sempre acabo me empolgando e antes que eu me dê conta, já comecei a preparar algum tipo de celebração.

IMG_0119_web.jpg

Logo que o recesso de fim de ano começou, resolvi desenterrar projetos antigos de costura. Consegui terminar dois. Um deles consistia em dar uso a esse pedaço de tecido de bolinhas comprado há mais de 5 anos e transforma-lo em uma toalha de mesa. Check.

O outro era finalizar essas bandeirinhas. No final de 2014 cortei esses triângulos de tecidos que tinha acumulado em casa. Estava de mudança de Florianópolis para São Paulo e queria comemorar meu aniversário/despedida no melhor estilo pinterest (aqui cairia bem um emoji de olhinhos virados pra cima). Lembro de não consegui costurar as bandeirinhas a tempo e pendurei os triângulos de tecido no improviso com uma linha.

Chamei todos os amigos que não tinham viajado para ir até um parque para um piquenique. Só que estava muito quente e as pessoas apareceram só na hora da chuva. Ficamos todos ensopados e fomos pra minha casa cheia de caixas de mudança se secar até a hora de sairmos para a “balada”. Haha

Tudo isso para dizer que foi significativo costurar finalmente essas bandeirinhas. Pra mim, tem algo bastante simbólico em finalizar um projeto inacabado. É bom colocar um ponto final nas coisas e nas histórias, pra gente poder seguir em frente.

No dia 29, costurei as bandeirinhas não do jeito que eu tinha planejado, com um viés, todo bonito (que até cheguei a comprar mas que molhou e estragou em uma chuva fortíssima na véspera de natal haha), mas sim com uma fita preta, dessas de presente, que estava parada desde 2012 nas minhas coisas.

Pensamos em um cardápio fácil e prático para receber alguns familiares e amigos, comprei o último bolo da loja de bolos, que por sorte era de um sabor que eu amo, de abacaxi com coco, e de noite fizemos as compras.

Deixamos algumas coisas encaminhadas na noite anterior mas acordamos às 9h para deixar tudo pronto até às 11h. Assim que terminamos e nos arrumamos, preparei duas taças de mimosa, aquele drink de espumante com suco de laranja.

Os convidados começaram a aparecer depois do meio dia e a festa seguiu até depois das 20h. Dos preparativos ao parabéns, foi um dia bom e agradável. Sem correria, sem stress, com presença, muitos abraços e risadas, que é como eu desejo passar meus 31 e os anos que virão a seguir.