Paula Plee

na cabana

Paula Plee
na cabana

Esses dias contei aqui sobre a oficina de beneficiamento de lã que fiz no início de fevereiro na Mãostiqueiras, em Campos do Jordão. A oficina em si, era o meu objetivo principal, mas também era uma ótima desculpa para mudar de ares e fazer algo diferente.

Então uni o útil ao agradável e aproveitei para ver um lugar gostoso pra ficar. Achei no Airbnb essa cabana, super pequenininha, simples e aconchegante. Uma delícia! E ela ficava afastada do centrinho da cidade, bem no meio do verde e do silêncio.

campos-do-jordão_blgsimplee13.jpg

A oficina era somente no domingo e saímos de São Paulo no sábado de manhã não tão cedo e chegamos na cabana perto do meio dia. Fomos super bem recebidos pela caseira, que cuida da casa e da cabana do nosso 'host’ do Airbnb e de cara já gostamos! Tudo limpinho, bem arrumado, com tudo que uma pessoa pode precisar e o melhor para descansar de verdade: sem wifi e sinal de 3G.

Campos do Jordão era um destino recorrente durante minha infância, principalmente nas férias de julho, mas tinha pouca memória do que era a cidade além do teleférico do Morro do Elefante. E devo dizer que um passeio rápido para almoçar no centro bastou para que a gente quisesse voltar correndo para a cabana. Passamos no mercado para comprar algumas coisas para o café da manhã e seguimos para lá, onde ficamos até a manhã seguinte.

campos-do-jordão_blgsimplee.jpg

A chuva com sol no final da tarde deixou o ar fresco e a paisagem do entorno ainda mais bonita. A temperatura amena não deixava a gente lembrar que era verão e dos 35 graus do verão em São Paulo. Tanto que dava até para usar casaco e fazer uma fogueira!

Passei a tarde lendo um livro de italiano que tinha lá e depois me distraí com um livro do Alex Atala. Levamos de casa vinho, o pilão e os ingredientes para fazer um espaguete com molho pesto na janta. E confesso que em alguns momentos, o silêncio chegava a incomodar. Acho que leva tempo para se habituar ao silêncio quando se vive sempre tão cercado de ruídos.

campos-do-jordão_blgsimplee_5.jpg

De manhã a cama estava tão boa que foi difícil acordar com o despertador. Fiquei um pouco debaixo das cobertas aproveitando a luminosidade e o arzinho frio que vinha da janela. Mas quando se trata de café da manhã, não dá para enrolar muito.

Foi um café normal, com o que já estamos habituados a comer em casa e que tanto adoro. Como a cabana tinha uma mesinha na varando, resolvemos comer do lado de fora. E sério, que coisa boa!

campos-do-jordão_blgsimplee_10.jpg
campos-do-jordão_blgsimplee12.jpg

Incrível como em menos de 24 horas em um lugar assim a cabeça já descansa e parece que o tempo rende muito mais! Não foi fácil ir embora. A oficina de lã começava às 10h, então não tínhamos tanto tempo, mesmo assim, conseguimos tomar café devagar e arrumar nossas coisas com calma. E seguimos pela estradinha em direção à cidade já com vontade de voltar.