Olá,

meu nome é Paula, sou arquiteta mas já me aventurei em diversas áreas: de cenografia e styling de moda, até criação de conteúdo e acessórios em madeira.

Criei a Simplee para compartilhar os experimentos manuais que de uma forma ou de outra, sempre estiveram presentes na minha vida. Acho que sou um pouco viciada em sempre estar fazendo alguma coisa e descobri que o “fazer” é onde me sinto mais em casa, onde sou mais eu mesma e que adoro compartilhar minha produção, meus processos e desafios.  

Quando penso sobre o que eu mais gosto na vida, são das coisas simples que me lembro logo de cara: o cheirinho de café passado, um céu azul visto debaixo de uma árvore, um bolo quentinho saindo do forno, uma janta preparada com carinho, ou regar as plantas pela manhã. Para mim, são estes instantes que deixam a vida mais leve e completa, então acho natural que o meu trabalho e o nome que eu dei a ele sejam um reflexo disso.  

Com base na experimentação, a Simplee busca criar objetos únicos que tragam em sua essência a simplicidade e beleza presentes nos momentos mais singelos do dia a dia. Criar e compartilhar minhas experiências através da Simplee tem sido um modo de relembrar o que realmente importa e de me conectar comigo mesma e com o momento presente. 

Depois de um tempo experimentando com diferentes materiais, percebi que tinha muita matéria-prima acumulada ao longo dos anos e  desde 2016 me lancei um desafio de produzir majoritariamente com o que eu já tinha disponível em casa. Produzo principalmente cestos, acessórios e artigos têxteis. São todas peças únicas, produzidas no meu próprio tempo e com o que tenho disponível, comprando vez ou outra somente o essencial, evitando criar um estoque de materiais. 

Atualmente, além da Simplee, trabalho com comunicação em uma galeria de arte e também sou uma das curadoras e co-fundadoras da Piscina, uma plataforma que reúne e divulga o trabalho de mulheres artistas.