Trabalhos

Desde seu início, em 2015, a produção da Simplee foi motivada pelo aprendizado e pela experimentação com diversos materiais. De certa forma, produzir é também um processo de auto conhecimento e ao ter contato com técnicas como cerâmica, concreto, estamparia, costura bordado e cestaria, desenvolvi um respeito ainda maior por todos aqueles que dedicam suas vidas a dominar cada uma delas.
Minha produção esteve assim, muito mais ligada ao aprendizado empírico e à experimentação do que à constância e à fabricação em série.
Todas as peças são únicas, e desde 2016 me lancei um desafio de produzir prioritariamente com o que eu já tenho disponível em casa, adquirindo somente o essencial para cada produção, evitando assim a criação de um estoque de materiais e consequentemente, o desperdício.
Compartilho aqui alguns dos trabalhos que desenvolvi nos últimos anos, dos mais recentes, ainda em desenvolvimento, aos primordiais, que deram origem a tudo. 


Cestos

Em busca por novos fazeres e técnicas que me permitam trabalhar sem a necessidade de ferramentas específicas, me apaixonei pelos cestos.

Estruturas com cordas de sisal, um material biodegradável, os cestos da Simplee são confeccionados com fibras naturais como lã e barbante de algodão. Cada cesto é único, então você pode ter certeza que nunca vai existir um igual ao outro.

Outro dado bastante importante sobre os cestos é que, até o presente momento, os cestos de lã são confeccionados exclusivamente com novelos que herdei da minha sogra. Há muitos anos, ela dava aulas de tapeçaria em casa e acumulou um monte de material ao longo do tempo. Material este que me foi cedido muito gentilmente. A Simplee teria tomado outro rumo se não fosse esse gesto. Sou muito grata de ter materiais tão nobres à minha disposição.

A produção costuma ser divulgada no Instagram e aqui no blog e pode ser adquirida diretamente comigo. Os cestos podem também ser feitos sob encomenda.


Acessórios

Produzo acessórios desde que dei início aos meus projetos paralelos, em meados de 2011. Independentemente do que esteja produzindo no momento, pensar em acessórios é algo natural e inerente do meu processo de criação. Já trabalhei com madeira, concreto e cerâmica. Os acessórios mais recentes são uma derivação da produção dos cestos e hoje eles são feitos com corda de sisal, lã e couro, mas os experimentos continuam!


projetos anteriores

Concreto

A Simplee começou por aqui. Desenvolvi eu mesma, com muito cuidado, todos os moldes de silicone utilizados na produção dos objetos de concreto. No caso dos pingentes dos colares, as peças eram todas moldadas à mão em argila para então darem origem ao molde de silicone. Já no caso dos vasos, os moldes eram feitos a partir de uma matriz de madeira. 

Após serem desenformadas, as peças eram lixadas a mão uma a uma e recebiam um tratamento impermeabilizante. Os vasos contavam com um acabamento em couro ou madeira em sua base para que estes possam ser deslocados com facilidade em cima de móveis sem danificá-los. 

Tenho muito orgulho de tudo que aprendi e produzi em concreto.

 

Pontos de Cor

Os bordados entraram na minha vida meio por acaso e acabaram dando sentido ao meu trabalho final de graduação em arquitetura, entre 2012 e 2013. De lá pra cá, bordar foi quase como um afago para a acalmar a alma inquieta diante dos obstáculos.

Na falta de espaço e ferramentas para produzir as coisas que estavam na minha cabeça, os bordados surgiram como um jeito de fazer algo que não dependesse de ninguém além de mim mesma, sem muita pretensão ou preparo.

É bom poder fazer algo sem se preocupar, deitada na cama, no sofá, esperando o ônibus ou dentro do carro. Pra mim, os bordados são isso, um lugar confortável pra onde eu posso fugir de vez em quando.